Do ponto de vista Psicanalítico, tento aqui resumir bastante a questão a ponto de pessoas leigas e que não possuem qualquer conhecimento sobre sexualidade possam entender algumas coisas sobre a homossexualidade, me atendo sempre ao que temos hoje para elucidar a questão. 

Homossexualidade 

Falar sobre homossexualidade nunca é fácil, sempre há quem concorde ou discorde dos pontos de vista dos mais variados especialistas, mas aqui quero me ater ao que hoje temos que possa elucidar a questão.

Hoje temos duas vertentes tentando explicar a homossexualidade, temos a questão genética que em muito avançou com que diz respeito a homossexualidade, mostrando que há sim um fator genético na homossexualidade, embora não seja determinante e os estudos não sejam conclusivos, temos a questão da formação do homossexual por fatores externos ( psicológicos ) que mostra que sim, há um fator psicológico, porém que não é também conclusivo.

Falar que a homossexualidade feminina acontece por conta de decepções amorosas com homens é um erro, visto que existem mulheres que jamais se relacionaram com homem e possuem sua orientação sexual voltada para mulheres. Outro erro muito comum e que caiu no dito popular é que homossexuais são o que são porque foram molestados quando crianças, isso não é uma realidade quando se trata de orientação sexual, a maioria dos homossexuais não apresenta uma história que contenha abuso sexual na infância, é fato que existem pessoas que em sua infância sofreram abuso sexual e tendem a desenvolver um comportamento homossexual ou heterossexual patológico o que é diferente de orientação sexual. 
É um erro achar que a homossexualidade é somente atração sexual, homossexualidade é um conjunto de atrações e vínculos afetivos, emocionais e também sexuais, assim como acontece na heterossexualidade.  
Além deste erro temos outro, de achar que a homossexualidade é uma opção, uma questão de escolha consciente, para entender que isso não é uma verdade não se precisa ir a fundo à questão, é apenas olhar para a sociedade e ver como ela encara a homossexualidade, embora em muito se tenha evoluído, podemos observar pelo último relatório publicado pelo GGB ( Grupo Gay da Bahia ) que um LGBT ( Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis ) é morto a cada 36 horas, o que mostra que nossa sociedade ainda é marcada pelo preconceito, diante disto e de tantos outros fatores que acometem homossexuais por sua mera orientação sexual é difícil imaginar alguém optando por ser assim, seria o mesmo que optar por sofrer preconceito, ter menos direitos, oportunidade de trabalho. 
O que a Psicanálise se dispõe a explicar é que formação da nossa personalidade é complexa sendo fortemente marcada em nossos primeiros 6 ( seis ) anos de vida por diversos fatores externos que não se pode “prevenir” e que se no futuro resultar em uma orientação sexual homossexual não se pode reverter. 
Os mesmos mecanismos que se aplicam na formação de uma orientação sexual homossexual, se aplica na formação da orientação sexual heterossexual, se for considerar a homossexualidade uma escolha a heterossexualidade também deveria, e sinceramente não vejo ninguém falando que “escolheu ser heterossexual”, pois isso implicaria em no mínimo uma bissexualidade inata, o que já gera uma ojeriza nas pessoas que não entendem o mínimo dos “porquês” da diversidade sexual.  
7/29/2011

Nota 10!

Reply

Hi there, just became alert to your weblog through Google, and identified that it is truly informative. I'm gonna watch out for brussels. I�ll appreciate should you continue this in future. A lot of men and women will probably be benefited from your writing. Cheers!

Reply



Leave a Reply.