Picture
 Devido a enorme quantidade de e-mails me perguntando sobre a questão da fé cristã e a homossexualidade decidi postar algo.


O que é ser homossexual?
Bom, isso não é uma pergunta fácil, pelo menos pra muitos, até eu, tive dificuldades de me auto-responder a essa minha autodúvida, mais para o ínicio do Blog, que foi criado com o objetivo de publicar, esclarecer, divulgar a vida homossexual e seus problemas promovidos pela sociedade, parte da ciência e quase toda religião é de vital importância para expandirmos conceitos, idéias e esclarecimentos.

Homossexualidade do grego homos = igual + latim sexus= sexo, é um termo utilizado para designar a característica de uma pessoa que se atrai fisicamente, emocionalmente e esteticamente por uma pessoa do mesmo sexo. Abrange tanto os homens quanto as mulheres.


Desmistificando alguns conceitos sobre a homossexualidade:


A mídia, religião e sociedade promovem uma imagem distorcida do que é ser homossexual.


 Homossexualidade e Bissexualidade que de acordo com o CID não são doenças, e o que não é doença não tem tratamento. Indo mais longe, A Psicanálise afirma que a homossexualidade não é uma escolha, ou seja o homossexual não optou por ser assim, faz parte do crescimento do seu ego, coisa qual não se pode prevenir ou tratar, se pode sim causar um bloqueio no crescimento da criança que mais tarde virá a ter consciência de que é homossexual, mais isso terá um resultado desastroso, essas crianças serão adultos frustrados consigo mesmos e decepcionados com o mundo e tudo que há nele, entrarão em conflito consigo mesmas ( o que caracteriza uma doença ), podendo gerar uma culpa extrema, uma severa depressão, um transtorno de ansiedade e drasticamente o suicídio. Não há como prevenir a homossexualidade, o que se pode é observar a criança e ver se ela possue um comportamento "diferente" e irem se preparando e preparando a criança para viver uma vida melhor do jeito que nasceu. Embora boa parte dos Psicanalistas descordem de que a homossexualidade tem algum fator genético, é impossível dizer que algumas crianças são "diferentes", ou teríamos que apelar pro campo espiritual ( o que é proibido na psicanálise ) e dizer que aquela criança é uma "reencarnação sofredora " pros reencarnacionistas "cristãos" ou que condenem a homossexualidade, ou teríamos de admitir que realmente o DNA tenha uma grande influência na nossa formação pessoal, aqui especificamente a de origem sexual. Agora, como eu sei e sou, a maioria da população brasileira é cristã e não se conformam muito somente com a ciência e apelam para o espiritual, tirando o meu lado profissional apartir de agora, falarei como um cristão partindo do suposto assunto científico ali postado.

Para entendermos a homossexualidade na vida cristã, precisamos primeiro saber o que significa realmente algumas coisas.

1 - Pecado. O que é pecado? Vamos a Bíblia.

1 Reis 8:35 - "Quando os céus se fechar, e não houver chuva, por terem pecado contra ti, e orarem neste lugar, e confessarem o teu nome, e se converterem dos seus pecados, havendo-os tu afligido,"

Mateus 18:15 - "Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão;"


Pois bem, partindo destes dois versículos, podemos ver que pecado é uma falta cometida contra o próximo ou contra Deus, ou seja o pecado por ser parte do livre-arbítrio humano é uma escolha. E acima ja foi relatado que a homossexualidade não é uma escolha, logo não é pecado ser homossexual.
> Então caro amigo homossexual ou caro pai/mãe de um homossexual, respirem fundo de alívio, ser homossexual não é passaporte comprado pro inferno, como muitos pastores/padres dizem.
"Há, disto eu sei, mais enquanto a pratica homossexual?" Alguns pessoas devem estar se perguntando.

Teremos de partir para outro suposto agora, o que é pecar contra o próximo? De acordo com o que Jesus falou "... e toda lei se resume em um só mandamento: amai o teu próximo como a ti mesmo" O que era toda a lei? A lei era composta por 4 mandamentos que correspondiam a Deus e 6 que correspondiam ao próximo. Então praticar pecado é: Invejar, Matar, Cobiçar, Julgar, Amaldiçoar, Roubar, Magoar, e toda pratica que ofenda a moral do próximo! Longe disso passa a pratica homossexual, claro que sexo desordenado é pecado, é um pecado contra o próprio corpo, porém os que relatam a "prática homossexual" dizem que é somente sexo, e não é por ai não, lá no começo do tópico deixei claro que se atrair por uma pessoa não diz respeito somente a parte sexual, mais também a emocional. Agora convido a vocês a imaginarem a seguinte cena: "Um jovem calmo, estudioso, amoroso, que respeita seus pais, que ama a Deus que faz bem ao seu próximo... Se pega um dia amando uma pessoa do mesmo sexo. Ela começa a fluir sentimentos bons, esperanças, alegrias, momentos felizes, solidariedade, sonhos, amor..." Dentro do que conhecemos como um Deus de Amor, a Bíblia nos relata que Deus É amor, lançar alguém no inferno por amar outra do mesmo sexo não combina com um Deus que se fez homem e morreu em uma cruz para salvar o mundo. Isso me parece mais uma idéia fundamentalista e mesquinha do ser humano preconceituoso. Manter uma relação saudável sem ofender a ninguém com uma pessoa do mesmo sexo não tem nada de errado. Pelo menos do ponto vista científico e até agora Bíblico. O Problema da sociedade de hoje é que homossexualidade é sempre associada a = homens vestidos de mulher que ficam se esfregando em outros homens, mandando beijinhos que usam um pó de arroz rosa choque e um cabelo até a cintura de puro lusan! Que se prostituem na esquina de sua casa, que vão "pedofiliar" o seu filho e desmanchar o seu casamento!. Infelizmente é isso que a igreja, mídia ( com piadinhas escrotas como o programa chulo da tv marinho, o "zorra total" que pega uma pessoa "abobalhada" e faz ela fazer um papel idiota e a instrui a se manifestar como um homem vestido de mulher esquizofrênico e o denomina gay, sem se importar que o Brasil é um país de quinto mundo quando se trata de cultura e que absorve tudo que a TV, Rádio, Popstar fala, principalmente se tratando da TV manipuladora que GRAÇAS A DEUS está ruindo! ( não sou um Partidário "Recordista", quando me refiro a ruína da globo, me refiro a ruína da TV geral dando vasão a internet, mais "exaltando" a globo pelo seu monopólio mental sobre os brasileiros ) ) passa para a população. Claro que sei que existem homossexuais que são promíscuos e bem indecentes, mais pegar uma microparticula de um grupo de pessoas e destacar ele e coloca-lo como "O PERFIL DO HOMOSSEXUAL" é um absurdo, é ridículo, falta de argumento para se debater um assunto! Porquê ninguém pega os Heterossexuais que são promíscuos, usuários e distribuidores de drogas, assasinos, conspiradores, desbocados e colocam eles como "O PERFIL DO HETEROSSEXUAL"? Talvez seja por uma coisa chamada PARCIALIDADE ( que é crime de preconceito ). Isolam um Grupo de pessoas que é minoria ( se calcula que somente 10% da população mundial realmente é homossexual ), pegam uma partícula degradada dele e a destacam para o mundo ver e generalizar! Pois é, é isso que acontece. Agora convido a vocês leitores que imaginem a seguinte situação, usarei os evangélicos como exemplo ( grupo qual eu sou um, por mais que o fundamentalismo me exclua ): Você é um evangélico honesto, educado que instrui seu filho a ser um bom rapaz, respeitador, que lute pelo que é seu e viva uma vida feliz com Jesus! Porém, uma minoria de vocês é o "joio" ou podridão do grupo de pessoas, são ladrões, berradores, crescem em cima do desespero e dinheiro dos outros, enganam-nos com falsos testemunhos e com falsas bênçãos, forçando-os psicologicamente a doarem o que já não tem para serem "abençoados", usam o nome do nosso Criador, Falam em nome de Jesus que se a pessoa der 100 reais ela vai ser "podre" de rica. O coitado vai lá da os 100 reais e passa fome, se desvia da fé cristã e se decepciona com "deus" ( em minúsculo porque Deus não é caixa econômica que rende juros a 1000%). Anunciam isso em todos os jornais, programas de TV, rádio, e etc... ai certo dia, depois destes episódios seu filho chega na escola e é "zoado" de "ladrãozinho" porque viram na tv um líder evangélico roubando e associaram os evangélicos a ladrões, você iria ficar furioso não ia? Não é porque A,B e C são assim que D,E, F, G, H, I, J, L também são! Pois é, uma injustiça! Mais é isto que acontece com os homossexuais, a maioria dos homossexuais são trabalhadores, maduros, solidários, bons amigos, ótimos filhos, mais por causa de uma minoria do grupo todos passam a ser prostitutos e escandalosos!

Agora vem outra que alguns pastores e padres em minha trajetória de vida em busca de mostrar uma luz no fim do túnel pros homossexuais não assumidos que futuramente podem cometer um suicídio, por causa da culpa de ser uma coisa que aparentemente é abominável e pecaminosa aos olhos de Deus por causa da má pregação do evangelho de Cristo me perguntaram: " Ok, tudo bem, até ai você esta certo, mais o que você me diz a respeito do que acontece no candomblé, umbanda, quimbanda, satanismo, bruxaria, ocultismo, em que em diversos casos a entidade/espírito/satanás pedem para que a pessoa mantenha uma relação sexual com uma pessoa do mesmo sexo, como forma de sacrifício???? "

Primeiro, nós cristãos sabemos que o diabo ama colocar pedras no caminho das pessoas que querem servir a Cristo, sabemos também que o diabo não é nada burro, Deus mesmo nos alerta sobre a inteligência e astúcia dele. Sabemos também que o diabo é o pai da mentira! Será que satanás não estaria usando esta artimanha para nos ludibriar e fazer-nos pensar que a homossexualidade e o ato homossexual é de agrado dele e do desagrado de Deus, para afastar as pessoas e por pedra de tropeço na vida de homossexuais que querem servir a Cristo? Creio que sim! E mesmo que não fosse isso, não poderíamos tomar isso como peso, pois a palavra do diabo nada vale e ele faz a mesma coisa que a mídia, expõe uma minoria para que a maioria seja comparada a minoria e assim promover uma guerra de ódio e preconceito, levando todos a ruína e falta de amor e consequentemente ao inferno!
Se isto valesse como "prova" de que a homossexualidade é imoral e pecaminosa eu também poderia pegar o alguns Silas Malafaias da vida que em nome de Jesus: BERRAM, JULGAM, AMALDIÇOAM, MAIS PEDEM DO QUE PREGAM e dizer que todos os assembleianos são assim e por isso todos os assembleianos são de índole duvidosa e de pouquíssima cultura e pecadores que conhecem a verdade e não a pratica ( o que é um pecado "mais grave", pois não estão na ignorância ). Mais onde que gritaria, julgamento, amaldiçoar e ficar se expondo como coitadinho e/ou homem de Deus e pedir é pecado? Favor Ler Romanos Cap. 14 ( uma carta do apóstolo Paulo aos julgadores de plantão ); Efésios Cap. 4 ( uma carta do apóstolo Paulo aos berradores ); Leia Apocalipse Cap. 22 e Tiago Cap. 3 ( Onde O apóstolo João relata sobre o mal de amaldiçoar as pessoas e a advertencia do apóstolo Tiago sobre amaldiçoar as pessoas).

Essa eu faço Questão de postar:

Lucas 18: 
10 Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano.
11 O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: O Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano.
12 Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.
13 O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: O Deus, tem misericórdia de mim, pecador!
14 Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.

Dê um "replay" na sua memória e veja com quem este fariseu se parece nos dias atuais ( não somente um, mais vários ).

Então por hoje é isso, então caros colegas homossexuais retirem o fardo pesado da culpa, se revistam da armadura e escudo de Deus, se lavem com o sangue de Jesus, receba o amor dEle, alegrem-se pois agora sois povo de Deus.

Romanos 2:11 "Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas."

Malaquias 2:9 "Por isso também eu vos fiz desprezíveis, e indignos diante de todo o povo, visto que não guardastes os meus caminhos, mas fizestes acepção de pessoas na lei."

1 Pedro 2:8,9,10 "Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia. Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais que combatem contra a alma;"


E a você amigo, familiar, leitor trate os homossexuais sem parcialidade, pois a parcialidade é fazer acepção de pessoas, e Deus não se agrada disto, Jesus morreu por Todos, independente de sua orientação sexual, como viram a orientação sexual homossexual não é pecado por que não é escolha e nem fere a moral do próximo e a de Deus. Pecado é sim, você se relacionar com uma pessoa por mero prazer, independente do sexo, pecado é você julgar, amaldiçoar, maltratar uma pessoa, como vimos não podemos julgar ninguém, podemos avaliar a sua conduta, mais NUNCA ditar um julgamento/condenação, não somos Deus para ditar uma ordem de tal tamnanho, o que devemos aqui na terra é amar ao nosso Criador sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Se você ama alguém, vá fundo, mais vá com Jesus e na certeza de que Ele é teu amigo e te salvou da morte.

"Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei." Gálatas 5, 22-23.



___________________________________________________

Para os que não gostam da lógica, temos uma explicação simples mais bem palpável. Esta veio do site da ICM ( Igreja da Comunidade Metropolitana )
"Homossexualidade"; Não é pecado não é doença;
O que a Bíblia diz e não diz


escrito pelo Rev. Ancião Don Eastman.
Direitos Autorais 1990, Los Angeles, Igreja Comunitária Metropolitana.

A IGREJA E A HOMOSSEXUALIDADE

As palavras mais lindas no evangelho de Jesus são "qualquer um". Ou seja, as promessas de Deus são destinadas a todo ser humano, incluindo gays. Tragédia é uma Igreja Cristã excluir ou importunar homossexuais.

O ser humano foi criado com uma intensa necessidade de relacionamentos pessoais. Nossa qualidade de vida depende de estarmos debaixo do amor que compartilhamos com os outros, seja com a família, amigos e/ou companheiros. Contudo, os homossexuais por causa de atitudes hostis da sociedade normalmente têm acesso negado a um relacionamento saudável. O Senhor Jesus Cristo nos chama para encontrarmos significado na vida através de um relacionamento pessoal com nosso criador. Esta importante união espiritual pode trazer cura e força para todos dos nossos relacionamentos humanos.

NÃO É PECADO NÃO É DOENÇA

Por muitos séculos as atitudes cristãs a respeito da sexualidade humana foram muito negativas: sexo era só para a procriação, não para o prazer; mulheres e escravos eram considerados como propriedade dos homens; e muitas expressões da heterossexualidade bem como da homossexualidade eram consideradas pecado. Como é normal numa tradição continua a influenciar as igrejas hoje. Muitos ensinam que: as mulheres devem ser subordinadas aos homens; há discriminação contra negros e a condenação aos homossexuais. Dizem que todos as atitudes homossexuais são atos de pecado, normalmente quando se referem a interpretações pessoais das escrituras.

Outras igrejas são influenciadas por um século de pensamento em que psicanálise promoveu. Eles viam a homossexualidade como um tipo de doença. Hoje tal teoria foi negada pela classe médica e a visão dos psicanalistas também, mesmo assim algumas igrejas continuam a ser influenciadas pela antiga idéia. Dizendo que os homossexuais são imperfeitos e precisam de cura.

A boa nova é que, desde 1968, quando a Igreja Comunitária Metropolitana foi fundada emergindo de uma forte comunidade homossexual em conjunto com a conclusão de novos estudos científicos sobre a homossexualidade forçaram as igrejas cristãs a reexaminarem estas questões. Dia a dia um número maior de escolas bíblicas e teológicas reconhecem que as escrituras sagradas não condenam o amor decorrente de relacionamentos homossexuais. E, ainda, que gays e lésbicas devem ser aceitos como eles são nas igrejas cristãs devendo o relacionamento homossexual ser celebrado e afirmado.

SOBRE A BÍBLIA

A Bíblia é uma coleção de escritos que atravessou mais de mil anos recontando a história do relacionamento de Deus com os hebreus e os povos cristãos. Foi escrita em muitas línguas, abraçando muitas formas literárias, e sendo reflexo de muitas culturas diferentes da nossa. Estas são considerações importantes para entender a Bíblia e seu contexto. Como se vê existem vastas diferenças entre as várias denominações cristãs, todas usam a mesma Bíblia. Muitas destas diferenças levam alguns cristãos a proclamarem que outros cristãos não são realmente cristãos. A interpretação bíblica e teológica difere de igreja para igreja.

A interpretação bíblica e teológica também muda de tempo em tempo. Há aproximadamente 150 anos nos Estados Unidos, alguns cristãos ensinavam que existiam duas castas de ordem moral: negros e brancos. Os brancos ensinavam serem superiores aos negros, e ainda que os negros deviam ser submissos e escravos sendo esta uma instituição ordena por Deus. Os clérigos que suportaram a tal idéia odiosa afirmaram terem autoridade da Bíblia. O conflito a respeito da escravidão produziu divisões e deu nascimento a umas das maiores denominações cristãs nos Estados Unidos. E atualmente as mesmas denominações que pregavam a segregação não suportam a escravidão. A Bíblia mudou? Não as interpretações bíblicas mudaram.

INFORMAÇÃO NOVA REJEITA IDEIAS VELHAS

Qual tipo de influencia nos direciona a modos novos de entender as escrituras? Novas conclusões científicas, mudanças sociais e experiências pessoais são capazes de nos levar a um novo modo de interpretação bíblica e desenvolvimento da nossa fé. Como é notória a atual consciência científica de orientação homossexual não existia até o século dezenove.

A maioria das igrejas cristãs, inclusive a Igreja da Comunidade Metropolitana, acredita que a Bíblia foi inspirada por Deus e nos fornece uma fonte-chave de autoridade para a fé cristã. Portanto, o que a Bíblia nos ensina a respeito de qualquer assunto, inclusive o da sexualidade, é de significado muito grande. No entanto, o problema é que, algumas vezes, a Bíblia diz muito pouco sobre determinados assuntos; e as atitudes populares sobre tais assuntos são determinadas muitos mais por outras fontes, que são então lidas e interpretadas em direção de citações bíblicas. Isto tem sido particularmente verdadeiro com relação à homossexualidade. Mas, felizmente, há pouco, um acadêmico refutou muitas destas crenças, suposições e conclusões precipitadas.

GÊNESIS 19:1-25

Qual teria sido o pecado de Sodoma? Alguns "televangelistas" proclamam imprudentemente que Deus destruiu as antigas cidades de Sodoma e Gomorra por causa da "homossexualidade". Apesar de que certos teólogos terem equacionado o pecado de Sodoma com homossexualidade, um olhar mais cuidadoso da Escritura há de corrigir tal ignorância.

Anunciando o julgamento destas cidades no Gênesis 18, Deus envia então dois anjos à Sodoma, onde a sobrinho de Abrãao, Ló, os convence a permanecerem em sua casa. No Gênesis 19 há o registro de que "as pessoas que viviam no todo quarteirão" tratam de cercar a casa de Ló, pedindo pela liberação de seus visitantes de modo que "pudéssemos conhecê-los". A palavra hebraica para "conhecer" neste caso, yadha, normalmente significa "ter conhecimento profundo de." Poderia também expressar a intenção de examinar as credenciais dos visitantes ou, em raras ocasiões, o termo implica intercurso sexual. Se no caso deste último ter sido de intenção do autor, deveria ter sido então um evidente caso de tentativa de estupro por uma gangue.

Demonstrando horror quanto a esta violação grave das regras de hospitalidade dos antigos, Ló tenta proteger então os seus visitantes, lhes oferecendo as suas duas filhas à multidão enfurecida, um ato moralmente reprovável para os padrões atuais. As pessoas de Sodoma se recusam de modo que os anjos os deixam cegos. Ló e a sua família são salvos então pelos anjos assim que a cidade começava a ser destruída.

É importante fazer várias observações. Em primeiro lugar, o julgamento destas cidades por causa de suas fraquezas foi anunciada antes ao incidente alegadamente homossexual. Em segundo lugar, todas as pessoas de Sodoma participam do assalto da casa de Ló; nenhuma cultura tem mais que uma pequena minoria da população considera como sendo homossexual. Em terceiro lugar, a oferta de Ló para libertar as suas filhas sugere que ele sabia que os seus vizinhos teriam interesses heterossexuais. Em quarto, se este assunto fosse mesmo de caráter sexual, porque Deus haveria de poupar Ló que imediatamente havia cometido incesto com as suas filhas? Mais importante ainda, porque então todas as demais passagens da Escritura referindo-se a esta acerto de contas, fracassaram todas em levantar a temática da homossexualidade?

QUAL ERA O PECADO DE SODOMA?

EZEQUIEL 16:48-50 declara-o de forma clara:


O povo de Sodoma, assim como muitos povos da atualidade, tinha abundância de bens materiais. Mas eles falharam ao não irem de encontro às necessidades dos pobres, e eles cometeram o pecado da idolatria. Os pecados da injustiça e os da idolatria atingem duramente toda e qualquer geração. Nós permanecemos sob o mesmo julgamento se criamos deuses falsos ou tratamos os outros com injustiça. 

 

 

LEVÍTICO 18:22 & 20:13:

Nos dias de hoje, os cristãos não obedecem as regras e os rituais descritos em Levítico. Mas alguns ignoram as suas definições sobre as suas próprias "impurezas" enquanto citam Levítico para a condenação dos "homossexuais". Tal abuso da Escritura leva a uma distorção do significado do Velho Testamento e nega a messagem do Novo Testamento. "Você não poderá deitar-se com um homem da mesma forma como alguém se deita com uma mulher; é uma abominação." Estas palavras ocorrem tão-somente no Código Sagrado de Levítico, um manual de ritual a ser seguido pelos padres de Israel. Este significado pode ser apenas amplamente apreciado dentro do contexto histórico e cultural do povo antigo hebreu. Israel, constituindo-se num único lugar como povo escolhido de um único Deus, agia no sentido de evitar as práticas de outros povos e deuses.

A religião hebraica, caracterizada pela revelação de um Deus único, permanecia em tensão contínua com a religião dos cananeus vizinhos, os quais idolatravam vários deuses nos cultos de fertilidade. A adoração a ídolos dos cananeus, que faziam culto à prostituição masculina e feminina tal como pode ser observada em Deuteronômio 23:17, repetidamente comprometiu à lealdade de Israel e a Deus. A palavra hebraica para um culto à prostituição masculina ou prostituto homem, qadesh, é traduzida de forma errônea como "sodomita" em algumas versões da Bíblia.

O QUE É UMA "ABOMINAÇÃO"?

Uma abominação foi o que Deus encontrou como algo detestável porque era impuro, desleal ou injusto. Diversas palavras hebraicas eram assim traduzidas e aquela encontrada no Levítico, toevah, é normalmente associada à idolatria, tal como em Ezequiel, onde surge diversas vezes. Dada a forte associação do termo toevah à idolatria e às práticas da religião dos cananeus do culto à prostituição, o uso do toevah relacionado a atos do mesmo sexo por parte de homens no Levítico chama em questão toda conclusão de que tal condenação também aplica-se a relacionamentos homossexuais dignos e responsáveis.

Os rituais e as regras encontradas no Velho Testamento foram elaborados de modo a preservar as características distintivas da religião e da cultura de Israel. Mas, conforme é citado nos Gálatas 3:22-25, os cristãos não estão limitados por tais leis dos judeus. Pela fé nós vivemos em Jesus Cristo, não em Levítico. Com certeza, as preocupações éticas aplicam-se a todas culturas e às pessoas de qualquer idade. Tais preocupações foram refletidas por último por Jesus Cristo que não disse nada sobre homossexualidade mas muito sobre amor, justiça, misericórdia e fé.

ROMANOS 1:24-27

A maioria dos livros do Novo Testamento, inclusive os quatro Evangelhos, se silenciam sobre atos do mesmo sexo, e Paulo é o único autor que faz alguma referência a este assunto. A declaração mais negativa de Paulo com relação a atos do mesmo sexo ocorre em Romanos 1:24-27 onde, no contexto de um argumento maior da necessidade de todas pessoas se voltarem para o Evangelho de Jesus Cristos, determinados comportamentos homossexuais são citados como exemplo de "falta de pureza" dos gentis idolatras.

Esta passagem estaria se referindo a todos atos homossexuais ou a determinados comportamentos homossexuais conhecidos aos leitores de Paulo? Os Romanos foram escritos para judeus e cristãos gentis em Roma, que estariam como que familiarizados com os excessos sexuais infames dos seu contemporâneos, especialmente os imperadores romanos. Eles também tinha consciência das tensões ocorridas no seio da igreja em seus primórdios com relação aos gentis e às observâncias das leis judáicas, tal como pode ser observado nos Atos 15 e na epístola de Paulo aos gálatas. As leis judáicas no Levítico mencionam atos do mesmo sexo por homens no contexto da idolatria.

O QUE É "NATURAL"?

O que há de significante na discussão desencadeada por Paulo é o fato que estes "impuros" gentis trocaram algo que era "natural" para eles, physin, no texto em grego, por algo "não natural", para physin. Nos Romanos 11:24, os atos de Deus estão num modo "não natural", para physin, de modo a aceitar os gentis. "Não natural" nestes trechos não refere-se à violação das chamadas leis da natureza mas antes implicam em uma ação que estaria contrariando a natureza própria de alguém. Diante disto, deveríamos observar o que é "não natural", para physin, assim como é para uma pessoa que tenha hoje em dia uma orientação sexual gay ou lésbica seria a tentativa de viver um estilo de vida heterossexual.

Romanos 1:26 constitui-se na única declaração encontrada na Bíblia com uma possível referência a comportamento das lésbicas, apesar de que a intenção específica deste verso esteja bem pouco clara. Certos autores tem visto nesta passagem uma referência à adoção pela mulher de um papel dominante nas relações heterossexuais. Dada as expectativas culturais repressivas, colocadas nas costas das mulheres à época de Paulo, tal significado pode ser bastante possível.

As práticas homossexuais citadas em Romanos 1:24-27 são tidas como sendo resultado da idolatria e são associadas a uma série de ofensas bem sérias, conforme pode ser observado em Romanos 1. Tomando neste contexto mais amplo, parece bem óbvio que tais atos fossem significamente diferentes dos relacionamentos responsáveis e dignos dos gays e lésbicas de hoje em dia.

OS OUTROS VERSOS...I CORÍNTIOS 6:9 & I TIMÓTEO 1:10:

Todo tipo de consideração a ser feita face às declarações do Novo Testamento ligada a atos do mesmo sexo, teria que analisar, com todo cuidado possível, o contexto social da cultura greco-romana na qual Paulo estava a ministrar. A prostituição e a pederastia (relações sexuais de homens adultos com meninos) foram os mais conhecidos como atos do mesmo sexo entre homens.

Em I Coríntios 6:9, Paulo condena aqueles que são "efeminados" e "abusadores deles próprios com a humanidade", conforme é traduzido na versão do Rei James. Infelizmente, determinadas traduções mais recentes se revelam ainda piores, tornando estas palavras 'homossexuais'. Há pouco, os acadêmicos revelaram a homofobia que se esconde por detrás de tais traduções mal feitas. A primeira palavra - malakos, no texto grego, - que foi traduzida como "efeminado" ou "macio", na maioria das vezes, está se referindo a alguém que não tem nenhuma disciplina ou não dispõe de nenhum tipo de controle moral. A palavra é utilizada em outros trechos do Novo Testamento mas nunca fazendo referência à sexualidade.

A segunda palavra, arsenokoitai, ocorre uma vez em I Coríntios e em I Timóteo, mas em mais nenhum trecho de outras literaturas do período. Ela deriva-se de duas palavras gregas, uma significando, "homens" e outra"camas", como eufemismo para intercurso sexual. Há outras palavras gregas que eram comumente utilizadas para descrever o comportamento homossexual mas que não aparecem aqui. O contexto mais amplo do I Coríntios mostra Paulo como alguém extremamente preocupado com a prostituição, portanto, é bastante provável que ele estava se referindo a homens que eram prostitutos. Mas agora, muitos especialistas estão tentando traduzir estas palavras, cujo alcance leva a uma conclusão bem simples: o significado preciso delas é incerto.

CONCLUSÃO...NÃO HÁ NENHUMA LEI CONTRA O AMOR

A raridade com que Paulo discute qualquer tipo de comportamento do mesmo sexo e a ambigüidade nas referências atribuídas a ele fazem disso algo extremamente impreciso para que se pudesse tirar conclusões sobre qualquer tipo de posição segura no Novo Testamento a respeito da homossexualidade, especialmente no contexto de relações dignas e responsáveis. Uma vez que todo tipo de argumentos deve ser retirados do silêncio, seria muito mais confiável voltarmos a grandes princípios do Evangelho ensinados por Jesus Cristo e os Apóstolos. Ame Deus com todo o seu coração, e ame os seus próximos como a si mesmo. Não julgue os outros se não quiserem serem julgados. O fruto do Espírito Santo é o amor... contra ele não há nenhuma lei.

Uma coisa fica totalmente clara portanto, como Paulo declarou em Gálatas 5:14:

"...a lei completa pode ser resumida em um único pronunciamento: " Ame seu próximo como a si mesmo".




Leave a Reply.